Cláudio Castro toma posse como governador efetivo do Rio

Castro já atuava como governador em exercício

Castro já atuava como governador em exercício

Um dia após a aprova√ß√£o do afastamento de Wilson Witzel do governo do Rio de Janeiro, o vice na chapa eleita, Cl√°udio Castro, tomou posse hoje (1¬ļ) como governador efetivo do estado. A cerimônia ocorreu na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Castro foi eleito vice-governador na elei√ß√£o estadual de 2018 e tornou-se governador em exercício em 28 de agosto do ano passado, depois que Witzel foi afastado temporariamente pelo Superior Tribunal de Justi√ßa (STJ), devido a investiga√ß√£o sobre corrup√ß√£o na saúde do Rio de Janeiro.

Em seu discurso de posse, Castro defendeu o di√°logo com os outros poderes e destacou que é necess√°rio reconstruir o estado com austeridade nas contas públicas, recuperar a confian√ßa dos investidores, gerar empregos, lutar contra a fome e a covid-19 e reduzir índices de viol√™ncia.

"Iniciamos um novo tempo na história do Rio de Janeiro, um tempo de reconstru√ß√£o. Foram mais de 43 mil vidas perdidas para a covid-19, uma dor que nos consome. Acredito na vacina para vencermos essa pandemia. O desafio n√£o é f√°cil, h√° ainda um longo caminho a ser trilhado. Nosso compromisso é com a defesa da vida. O momento é realmente de reconstru√ß√£o, de firmarmos um pacto pela retomada dos empregos, de enfrentarmos a pobreza e a fome, pela vida da popula√ß√£o do estado do Rio de Janeiro", disse o governador.

Cl√°udio Bomfim de Castro e Silva nasceu em Santos (SP). Formado em direito, é advogado, músico e compositor. Foi chefe de gabinete da Alerj por 12 anos e, em 2016, foi eleito vereador da cidade do Rio