Campeã mundial de basquete com a seleção, Ruth de Souza morre de Covid-19 aos 52 anos

Campeã mundial de basquete com a seleção, Ruth de Souza morre de Covid-19 aos 52 anos

Campeão mundial com a seleção brasileira feminina de basquete, Ruth de Souza morreu nesta terça-feira, 13, em decorrência de complicações provocadas pela Covid-19, aos 52 anos. Conhecida como Rutão, a ex-jogadora estava internada na cidade de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, desde o final de março e teve o seu óbito confirmado por familiares. “É com pesar que Nely e Rubens venho informar o falecimento da minha irmã Ruth Roberta de Souza hoje às 6:30 da manhã! Agradeçamos as orações, agora ela descansou!”, informou através das redes sociais.

Rutão teve uma carreira de sucesso dentro das quadras. Além de campeã mundial em 1994, ela participou dos Jogos Pan-Americanos de Havana, em 1991, e da Olimpíada de Barcelona, em 1992. Depois de encerrar a carreira, ela retornou à sua cidade natal para treinar equipes de basquete. Nas redes sociais, a CBB, amigos e o São Paulo, clube em que a pivô trabalhou, prestaram homenagens e se despediram da atleta. “É com dor e profundo pesar que a CBB informa o falecimento da campeã mundial e do Pan, Ruth! O nosso sorriso mais bonito. A nossa guerreira. Ruth combateu o bom combate e nos deixou nesta terça, aos 52 anos”, escreveu a CBB.

“Perdi uma amiga, com uma história de vida de muitos desafios, mas que jamais perdeu sua doçura e sempre com seu jeito humilde e eficiente na convivência em grupo. Dia muito triste para mim. Ruth fazia parte da minha família e era sempre recebida com carinho, como merecia. Que ela faça esta passagem com muita luz”, disse Magic Paula, ex-companheira de Rutão.